Notícias

Crise hídrica pauta audiência na Assembleia de Minas

Crise hídrica pauta audiência na Assembleia de Minas


Falta de estrutura dos comitês de bacias também motivou debate, que acontece nesta quinta (21), às 9h30, no Teatro.

A Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza, nesta quinta-feira (21/9/17), uma audiência pública com o objetivo de debater a crise hídrica e a falta de estruturação dos comitês de baciais hidrográficas no Estado, a pedido do Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas. A atividade, solicitada pelo presidente da comissão, deputado Doutor Jean Freire (PT), está marcada para as 9h30, no Teatro.

De acordo com a justificativa do parlamentar, a ideia é tratar a atuação do governo diante da crise hídrica, em especial no que se refere aos investimentos nos comitês, que foram criados para promover o gerenciamento do uso dos recursos hídricos de forma integrada e descentralizada.

Os comitês, ainda segundo Doutor Jean Freire, contam com a participação de todos os setores da sociedade, com o intuito de resolver os problemas relativos às demandas e disponibilidades hídricas, principalmente quando afetam a população, a economia e o meio ambiente.

"Os comitês são imprescindíveis para o planejamento e a gestão do uso e da distribuição da água, garantindo, assim, o recurso para as gerações futuras e buscando meios de convivência com a seca", defende. Na audiência será tratado, ainda, o suposto atraso no repasse de recursos do governo aos comitês.

Para o debate, foram convidados secretários de Estado, representantes do Instituto Mineiro de Gestão das Águas e do Ministério Público, além de membros dos comitês de bacias.

ALMG

Foto: divulgação

Compartilhe

Comente