Notícias

Dr. Jean Freire desafia Bolsonaro a fazer discurso de ódio em quilombo de MG

Dr. Jean Freire desafia Bolsonaro a fazer discurso de ódio em quilombo de MG

Deputado no Primeiro Encontro de Mulheres Quilombolas do Vale do Jequitinhonha

Ao apresentar um requerimento solicitando que a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprove uma moção de repúdio contra as falas do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), durante uma plestra para comunidade judaica, no Rio de Janeiro, o deputado Dr. Jean Freire (PT) desafiou o parlamentar, que se apresenta como pré-candidato a presidente da república, a manter o seu discurso de ódio em uma comunidade quilombola de Minas Gerais.

“Ele [Bolsonaro] disse que visitou um quilombo e teve coragem de dizer que aquele povo não trabalha e que o de menos peso tinha 7 arrobas. Sete arrobas é a ignorância e a covardia dele. Vamos em São Julião ou no Arraial dos Crioulos em Araçuaí [norte de MG] e diga isso na frente deles”, desafiou Dr. Jean.

A fala de Bolsonaro, de cunho racista, ganhou repercussão nos últimos dias. Na palestra no Clube Hebraica, na capital Fluminense, ele ofendeu indígenas, mulheres, deficientes físicos e homossexuais. “É corajoso fazer ofensas contra os homossexuais? Então que vá lá, na avenida Paulista, durante a parada gay e diga isso lá”, voltou enfrentar, Dr. Jean Freire.

Para ele Bolsonaro está abusando da posição de parlamentar para não ser punido por suas falas. “Ele está achando por ser parlamentar pode usar a imunidade para dizer asneiras, covardias e idiotices. Ele disse isso num espaço de uma comunidade Judaica, de um povo que sofreu muitas perseguições. Não sei que adjetivo usar para classificar a mediocridade e arrogância desse deputado", frisou Jean.

Ao apresentar o requerimento em plenário o deputado também sugeriu protocolar a moção de repúdio na Comissão de Participação Popular. “Vamos tentar viabilizar uma audiência pública para discutir esse tema com os quilombolas, indígenas e outras lideranças de grupos que hoje sofrem com essa discriminação”, disse o deputado.

ASSISTA AO PRONUNCIAMENTO DE DR. JEAN AQUI

Nota de repúdio a declarações do Deputado Jair Bolsonaro


A COQUIVALE, Comissão das Comunidades Quilombolas do Vale do Jequitinhonha, manifesta seu repúdio ao discurso racista e xenófobo proferido pelo Deputado Jair Bolsonaro, no Clube Hebraica, Rio de Janeiro, no dia 03 de abril de 2017. Tendo em vista que este tipo de Discurso em nada tem haver com um pais Democrático, formada por uma nação de diversas raças com uma predominância negra, e vai também contra nossa as politicas do Estado Brasileiro para com os povos e comunidades tradicionais e com o princípio da isonomia, conforme preceito constitucional elencado no artigo 5º da Carta Magna de 1988 e no artigo 68 das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT) .


Sendo assim nós da COQUILVALE, repudiamos as palavras proferidas pelo deputado, no qual desqualifica um povo que contribuiu e contribui para a construção deste pais, onde muitas vezes seus direitos foram negados e conquistados através de muita luta.


Não podemos aceitar que um parlamentar eleito pelo povo, possa usar de sua liberdade de expressão, para denegrir um parcela considerável da população desse pais, suas palavras de ódio em nada contribui para a nação de harmonia social, política e cultural que tanto sonhamos, as palavras desse deputado corta e feri a sociedade brasileira, desrespeita nossas leis e afronta todos os tratados internacionais dos direitos .
Tudo que as comunidade tradicionais conquistaram nesse país são direitos, tirados por anos de exploração, e nós não iremos aceitar que estes nossos direitos sejam retirados por senhores de engenho transvertidos em pleno século XXI e forma de políticos racistas e xenofóbicos.


Esperamos que as autoridades políticas e judiciais tome as providencias cabíveis, conforme manda a constituição e o estado de direito desta nação.

 

Comunidades Quilombolas do Vale do Jequitinhonha no Estado de Minas Gerais

 

(Matéria: Décio Junior - Bloco Minas Melhor | Foto: Divulgação)

 

Compartilhe

Comente