Notícias

Dr. Jean recebe a Medalha de Honra do governo mineiro em solenidade que clamou pela imparcialidade da Justiça brasileira

Dr. Jean recebe a Medalha de Honra do governo mineiro em solenidade que clamou pela imparcialidade da Justiça brasileira

“Esta cerimônia representa, neste momento de disputas judiciais acaloradas e midiáticas, a urgência de um olhar imparcial e justo nos processos do Direito. Só assim a real justiça poderá ser feita, sem o risco de avaliações errôneas ou pautadas em interesses meramente políticos. É uma honra fazer parte deste momento rico em simbologia”. Desta maneira o deputado estadual Dr. Jean Freire expressou sua alegria em receber, das mãos do governador Fernando Pimentel, na manhã desta terça-feira (21), a Medalha de Honra, na cerimônia da Medalha da Inconfidência, que ocorre, anualmente, na cidade de Ouro Preto em lembrança à morte do mártir Tiradentes.

 

Concedida pelo governo de Minas Gerais a personalidades e entidades que contribuíram ou contribuem para o desenvolvimento do Estado e do Brasil, a honraria é distribuída em quatro graus: Grande Medalha, Medalha de Honra, Medalha da Inconfidência, além do Grande Colar, concedido, este ano, ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski.

 

Em uma celebração historicamente emocionante, por lembrar o injusto martírio sofrido por Tiradentes na busca por justiça social, o governador Fernando Pimentel emocionou-se ao lembrar o tempo do regime de exceção, do qual ele próprio foi vítima. Este foi o tom do discurso do chefe de Estado: a necessidade da imparcialidade do Direito para a construção de uma exemplar sociedade civilizada. “A injustiça é perene. Condenar, execrar, injustiçar são atos que renunciam à civilização. O sistema jurídico perfeito é o que constrói as sentenças com serenidade e isenção. O equilíbrio e a moderação são virtudes do homem público mineiro e têm que ser de todo político. O mineiro é moderado, mas não se curva à tirania. O poder pode julgar com equilíbrio ou culpar com paixão. Justiça serena e isenta é o que queremos neste dia de homenagem a Tiradentes”, enfatizou Pimentel.

 

História - A Medalha da Inconfidência foi criada em 1952 durante o governo de Juscelino Kubitschek e é a maior comenda concedida pelo Estado de Minas Gerais.

 

Na solenidade, o governador faz transferência simbólica da capital para Ouro Preto e homenageia Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. Uma coroa de flores é colocada junto ao monumento ao mártir da Inconfidência Mineira.

 

Quem entoou o hino nacional este ano foi o músico Pereira da Viola, amigo pessoal de Dr. Jean que, inclusive, esteve em seu gabinete na última semana. Além disso, Cavaleiros da Inconfidência apresentaram a tocha da liberdade de São Lourenço. A cavalgada começou em 23 de março e, antes de chegar a Ouro Preto, os cavaleiros passaram por Caxambu, Baependi, Cruzília, Carrancas, Madre de Deus de Minas, São João Del-Rei, Tiradentes, Prados, Carandaí, Cristiano Otoni, Queluzito, Conselheiro Lafaiete e Ouro Branco.

 

Assessoria de Comunicação

 

Fotos: Manoel Marques/Imprensa MG

Omar Freire/Imprensa MG

Marília Jardim

 

 

Compartilhe

Comente