Notícias

Todos os esforços contra a violência às mulheres dos Vales

Todos os esforços contra a violência às mulheres dos Vales

Os últimos dias do mandato Dr. Jean Freire foram de muita mobilização pelo fim das agressões às mulheres dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. 

Alto Jequitinhonha

Na terça-feira (15), a assessora Lizian Martins representou o deputado no curso de capacitação da Rede de Enfrentamento à violência contra a mulher do município de Turmalina. A iniciativa foi da Promotoria de Justiça da comarca de Turmalina em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. O objetivo foi capacitar os serviços públicos da rede e segmentos da sociedade civil para avançar na qualificação do atendimento prestado às mulheres em situação de violência.

O evento contou com a presença da Superintendente de Enfrentamento à Violência contra a Mulher da Subsecretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (Sedpac), Isabel Lisboa, que palestrou para profissionais das áreas da saúde, segurança pública, educação e assistência social. 

Foram tratados os temas relacionados às desigualdades de gênero e violência, e enfatizada a importância da estruturação da rede de enfrentamento à violência contra a mulher. 

“Coloco nosso mandato à disposição para a construção de iniciativas de enfrentamento à violência contra a mulher”, comungou Lizian. 

No período da noite, aproveitando a presença da Isabel Lisboa, foi realizada uma palestra aberta à comunidade. Nesse momento, foi realizada homenagem a Adriana Teles, mulher de Turmalina que foi brutalmente assassinada recentemente pelo ex-companheiro.

O evento também contou com a presença de moradores de Leme do Prado e Veredinha.

Médio Jequitinhonha

Após a audiência pública “Mulheres dos Vales: enfrentando a violência”, realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em novembro de 2016 por solicitação do mandato Dr. Jean Freire e presidida por ele, as mais de 100 mulheres presentes (de 20 diferentes municípios dos Vales) sentiram a necessidade de construir uma instância regional de diálogo entre poder público e sociedade civil para monitorar as pautas apresentadas nessa audiência pública. Relembre aqui: https://goo.gl/xtMB5b 

Nesse sentido, a assessora Lizian Martins articulou com a superintendente estadual Isabel Lisboa e a com a Comissão Estadual de Mulheres da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg) a realização de dois seminários de construção do Fórum Permanente de Enfrentamento à Violência contra a Mulher nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. 

Sendo assim, na quarta-feira (16), o mandato e parceiros, bem como a Prefeitura Municipal de Araçuaí, o Seminário de Construção do Fórum Permanente de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres dos Municípios do MÉDIO JEQUITINHONHA. 

Dr. Jean Freire esteve presente e ressaltou a importância e o significado social da audiência pública realizada pelo mandato em novembro e colocou o mandato à disposição para somar na luta contra qualquer forma de violência contra a mulher. 
O evento ocorreu no Centro Cultural Luz da Lua, em Araçuaí, e contou com a presença de representantes de 8 municípios: Francisco Badaró, Jenipapo de Minas, Cel. Murta, Medina, Itinga, Padre Paraíso, Berilo e Araçuaí. 

Baixo Jequitinhonha

No dia 17 de agosto, foi a vez de Almenara sediar o Seminário de Construção do Fórum Permanente de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres dos Municípios do BAIXO JEQUITINHONHA. 
 
Representantes de 9 municípios estiveram presentes: Bandeira, Rubim, Santa Maria do Salto, Felisburgo, Jequitinhonha, Salto da Divisa, Jacinto, Palmópolis e Almenara.

Ambos os eventos tiveram programação semelhante, iniciando com a mesa de abertura com a presença de autoridades. Em seguida, Lizian Martins apresentou um balanço das ações regionais voltadas pra o enfrentamento à violência no período que estava trabalhando na Ameje.

Auxiliadora Martins, coordenadora da Comissão de Mulheres do Polo do Médio e Baixo Jequitinhonha da Fetaemg expos a trajetória da atuação das trabalhadoras rurais, que foram pioneiras nessa luta. Isabel Lisboa abordou sobre desigualdades de gênero, violência e funcionamento da rede de enfrentamento. 

Na parte da tarde dos encontros, houve os momentos de planejamento para organização do Fórum Permanente de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, com representação do Poder Público e da sociedade civil, com o objetivo de acompanhar e pautar questões regionais para avançar nas políticas para as mulheres a nível regional.

O mandato acompanhará as construções diretamente.

 

Assessoria de Comunicação
Fotos: divulgação 

Compartilhe

Comente